Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Comentários recentes

  • civilblog

    Foi bom....Well_pt

  • civilblog

    Sr. Dr. Estrela, deixe-me que lhe diga que voçe to...

  • Estrela

    O Lefty bem que podia falar do método \&quo...

  • civilblog

    Caro Well_pt, tu estragas-me com mimos. A nossa en...

  • civilblog

    Oh grande mestre Lefty....Tu iluminas o nosso cami...



subscrever feeds



Espírito Natalício

por civilblog, em 27.12.07

Na vaga esperança de dar uma certa dignidade a este blog, venho-me aqui insurgir e finalmente, uns anos depois desde o meu último post, escrever algo de extremo interesse e particularmente nobre…

Como todos já devem estar a perceber, vou falar de Bordéis.

Este ano tive a oportunidade de passar a minha antevéspera de natal numa dessas casas onde se transpira cultura, onde se debatem ideologias e onde por vezes cheira muito mal.

Ok, a parte de transpirar cultura pode ser um pouco exagerado… e debater ideologias… pá, enfim, o significado de ideologia pode ser muito subjectivo, não é? Mas pronto, nesta bela quadra natalícia, pareceu-me o lugar ideal para celebrar os valores da fraternidade, da família, da solidariedade e das taxas de câmbio relativas à prática do coito.

O espectáculo é muito variado, desde mulheres a tirar roupa agarradas a um varão besuntado com uma matéria peganhenta de aspecto duvidoso (duvidoso quer dizer que ninguém duvida do que se trata…), até mulheres a tirar a roupa ao lado de um varão besuntado com… enfim, vocês sabem…

E na plateia, gente dos mais variados extractos sociais, desde ladrilhadores a estucadores, de serventes a ferrageiros, todos a conviver em alegre harmonia.

As jovens eram constantemente mimadas com piropos inocentes, que englobavam palavras como: “ patareca, pito, pasmada, crica, etc…”

É em lugares como este, em que reina o espírito natalício, que é possível verificar de uma forma quase comovente, que o natal não tem cor ou raça ( já que elas eram brasileiras, ucranianas, russas, moldavas, angolanas e uma que era extremamente parecida com o Well_pt que dizia ser da Atalaia…)

Meus amigos, a todos, Boas Festas

Lefty.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

Tudo na vida tem um sentido… descobri isto com o velho amigo Alexandrino (por causa dele ainda tenho uma parte de mim que está sempre firme e hirto…), mas para o efeito não tem nada a ver.

 

Pensei abandonar só desta vez o registo de fã reprimido dos livros da Anita e assumir-me fã dos anúncios da Smirnoff Vodka.
Estou a falar daqueles em que aparecia uma imagem, mas que de seguida se sobrepunha uma garrafa deste precioso líquido, expondo a dura realidade que a imagem anterior pretendia abafar…

 

O CivilBlog desenvolveu esforços titânicos e lá conseguiu ter acesso a esta tecnologia de ponta e utilizá-la numa entrevista de emprego. Primeiro apresenta-se o questionário e respectivas respostas da entrevista conforme ela foi realizada, e de seguida apresenta-se a verdadeira intenção do traiçoeiro questionário. Let’s look at a trailler.

 

Engenheiro: -Bom Dia!

Lefty:  -Bom dia Sr. Eng. e muito obrigado por me ter dado esta oportunidade.

- Ora essa, não tem de quê. Vamos dar início à entrevista: Diga-me por favor, por que razão escolheu enviar o seu Curriculum Vitae (C.V.) para a nossa empresa?

- A resposta é muito simples. Sou da opinião que esta empresa se trata de uma das mais competentes e competitivas do ramo, com grande margem de progressão e de uma visão estratégica exemplar, que me pode vir a ser muito útil nesta minha nova etapa de aprendizagem.

-Muito bem. Diga-me agora, porque escolheu a licenciaturaem Engenharia Civil?

- Sr. Eng., porque este é um ramo do meu total interesse e porque de acordo com o meu perfil e carácter, penso ser o mais adequado para mim.

-Sim senhor. E qual foi a experiência mais gratificante durante os seus anos de estudante?

- Ah! É difícil escolher só uma mas julgo terem sido as intensas aulas teóricas do Prof. Luís Picado, ou até mesmo a dedicação que o Prof. Almeida e Sousa empregava nas suas aulas práticas, ou até mesmo a ultrapassagem desses grandes obstáculos que são as cadeiras de Estruturas, Betão ou mesmo Metálicas.

-Pensa prosseguir ou ampliar os seus estudos de alguma maneira?

-A minha ânsia pelo conhecimento nunca me permitirá fechar essa porta, mas de momento pretendo efectuar o meu estágio profissional para integrar a vida activa rapidamente.

- Diga-me por que razão o devemos escolher?

- É sempre ingrato enumerar as nossas próprias qualidades mas a minha dedicação, vontade de aprender e facilidade de comunicação são os meus maiores trunfos.

- Muito bem, gostei muito das suas respostas, logo que tomemos uma decisão, entraremos em contacto consigo. Tenha um resto de Bom Dia.

- Mais uma vez obrigado Sr. Eng., e um bom dia também para si.”

 

 

Como o Mundo seria um lugar melhor se as coisas fossem mesmo o que parecem… mas agora, depois de aplicado o filtro a que só nós tivemos acesso, vejamos o que realmente se estava a passar naquele gabinete… Tenham medo… tenham muito medo. Ou não!

-Bom Dia!

- Bom dia só se for para ti, ó cota. Isto são horas de marcar uma entrevista? Tive de vir de directa da disco!

- Pois pois, põe-te mas é fino! Vamos lá começar com esta merda: Porque é que enviaste o teu C.V. ridículo para aqui? Pensas que não temos mais nada que fazer que andar a ensinar engenheiros que ainda cheiram a leite?

- Foda-se, olha-me este!! Deves-te achar o maior! Esta coisa que vocês chamam de empresa não passa de uma fachada para fazerem lavagem de dinheiro! Além disso o mercado anda tão mau que um tipo sujeita-se a qualquer coisa… até a vir para aqui!

-E tu não abrias os olhos e escolhias um curso mais fácil de tirar do que Engenharia Civil?

- Opá, eu quero ganhar dinheiro, e como não tenho jeito para jogar à bola… nem tenho lábia para ser político, já se está a ver

-Sim senhor... Olha, ouvi dizer que em Coimbra há gajas boas, é verdade? Conta lá…

- Ah! Upa, upa! Aquilo é que é qualidade de vida. Então as babes de Direito… e as de Letras… E a satisfação de sobreviver a uma orgia…

-E a boa vida já acabou ou ainda queres voltar a estudar e chular os teus pais?

-Porra, quem me dera, mas eles não estão para aí virados… ou isso ou trabalhar no MacDonald’s.

- E achas mesmo que tens hipóteses de ficar a trabalhar cá?

- Se nos lembrarmos que sou sobrinho do dono da empresa, SIM!

- Muito bem, sendo assim estou entalado e vou ter de ir falar com o teu tio… Depois ele chama-te, vai lá à tua vida.

-Até que enfim! Xauzinho!”

Lefty.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

CivilBlog vai às compras...

por civilblog, em 02.06.06

Voltámos aos famosíssimos artigos que muito se assemelham aos livros da colecção Anita (Anita vai ao Ginecologista, Anita vai ao Rock in Rio, Anita vai para o car… que a fo…) e desta vez fomos às compras… ou não!!

 

Ora bem, o que é que um típico português faz quando o tempo começa a aquecer?! É óbvio que veste as calças do seu fato de treino roxo, que roubou do estendal do clube da terra, calça a bela sandália, mesmo tendo as unhas tão compridas que até fazem faísca ao rasparem no chão, camisa aberta com o fiozinho de ouro ou em alternativa a camisola de manga cava. Pega na ninhada de filhos, no cachalote da mulher e vai tudo recambiado para o Centro Comercial mais perto.

 

E assim foi, vesti as minhas calças de fato de treino azuis, ainda com o símbolo do Clube de Futebol “Os Repesenses”, Maria Elisa de um lado e Moreno do outro (sei que há para aí muita gente com dúvidas sobre qual destes dois é que é a minha companheira… um segredo que ainda não será desvendado hoje… ou sim!) e siga para o Fórum de Coimbra!

 

Mal saí do meu mítico Renault Clio, uns operários que ainda estavam a terminar (?!!) uns acabamentos chamaram-me a dizer que eu já devia ter chegado há meia hora… só depois me apercebi que me estavam a confundir com o carpinteiro da sub-empreitada. Não percebi porque me teriam confundido, eu nem tenho bigode!! A única semelhança é mesmo a prática unha do dedo mindinho mais comprida que as restantes… e o resistente palito amarelecido no canto da boca… mas enfim!

 

Uma vez lá dentro, o problema do costume para quem não tem sentido de orientação… a dúvida… a eterna dúvida: Onde é que se bebem umas “mines” fresquinhas?!! Por falar nisso, tenho de fazer um abaixo-assinado para que seja previsto um espaço em que sirvam copos de vinho carrascão, (ou carrascão light, para as mulheres), a sande de couratos e o belo chouriço assado em aguardente, também conhecido por chouriço à moda do Daniel Bêbado…

 

Continuando a saga, o meu amorzinho pediu-me para pararmos uns minutinhos na Oysho para comprar uma tanga nova… ao que eu respondi: “Ó Moreno, precisas mesmo de uma tanga nova?”. Mas lá acabámos por ir…

 

Próxima paragem, FNAC, porque há que manter um certo nível intelectual, conseguido apenas com o acompanhamento diário que seria impossível de atingir se não fosse o Jornal “Record” seguido de uma leitura atenta do Jornal 24horas… Estes sim, duas referências de bom jornalismo, de espírito crítico e acima de tudo… IMAGINAÇÃO.

 

Aí perdi de vista a minha companheira, que acabei por encontrar junto às edições de Bordados e Lavores e perdi a paciência e disse-lhe: “Porra Moreno, é sempre a mesma coisa contigo! Não achas que já temos naprôns suficientes?”

 

Mas enfim, depois de sanado este pequeno momento de stress, tempo de uma rápida incursão pelo Carrefour para comprar uns pack’s de Super Bock… apenas demorou um pouco mais do que o previsto porque pelo caminho passei por uma televisão que prendeu a minha atenção, pois estava a transmitir um empolgante desafio de Andebol entre a equipa de Catotas-de-Cima e os Unidos da Porcalhota.

 

Estava a aproximar-se a hora de jantar, e como ainda não servem Papas de Serrabulho no Fórum, lá tive de ir embora… Mas quando cheguei ao Parque de Estacionamento é que me apercebi porque razão a tarde tinha sido tão silenciosa… é que por acaso esqueci-me da Maria Elisa na mala do meu bólide comercial… Ora porra, é um engano totalmente aceitável!! Quem nunca se esqueceu de ninguém trancado no carro que atira o primeiro calhau!!

 

Lefty.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

O último… o derradeiro… o final… enfim... simplesmente: o fim.

 

 Já nem consigo escrever este artigo sem que sinta saudades da Queima… não desta em particular, mas da Queima! A verdadeira, a única, a autêntica Queima das Fitas, a de Coimbra, pois claro!

 

Como último dia da última Queima das Fitas de Coimbra na condição de estudante, tinha de ser explosivo, chocante, provocante e outras coisas acabadas em ante… (degradante, por exemplo…)

 

E assim foi… há fotos a documentar o feito que prontamente publicarei neste artigo, logo que tenha autorização das intervenientes…

 

E a Queima é isto, é loucura, irreverência, tradição e dedicação… é ir todos os dias com a certeza que nenhum será igual… é sair de dia já a pensar na noite seguinte… é a Bênçãos das pastas, é a Serenata, o Baile de Gala (este ano foi muito pornográfico… procurem na net que serão surpreendidos… palavra de engenheiro!), é a Garraiada, a Venda da Pasta, a Récita dos Quintanistas, O Cortejo dos Quartanistas, O Chá das Cinco, o Chá Dançante, as Noites do Parque, é Coimbra, sou eu, és tu, somos nós…

 

E assim foi… Deus ao sétimo dia descansou… Coimbra no oitavo dia, fez a noite de Desporto e Ciências da Educação…

 

Quem a vive, não a esquece… nem que seja a última.

 

Lefty.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Noite de Psicologia… o penúltimo dia… e o último para alguns…

 

Não vos vou maçar (ainda mais) com o que se passou no parque, o Well_pt já se encarregou desse relato, mas esta noite ficou marcada com o que se passou fora do parque… por voltas das 6h, na rampa… a tal… a mesma que eu uns dias antes tinha classificado como responsável pela fractura de ossos a dezenas (ou centenas) de estudantes bêbados…

 

Ora bem… esta rampa, para quem conhece… é de facto estranha. Quem passa por ela sóbrio mal olha para ela, mas para os bêbados… os verdadeiros… ela transforma-se num pequeno obstáculo perfeitamente transponível…

 

E assim foi!! Lefty, André e João (estes dois últimos mais conhecidos por bêbados… porque será?), lançaram-se com toda a fúria para a rampa, e como verdadeiros engenheiros, trataram de construir uma escada humana… A ideia parece boa… o mais forte (eu disse forte, não disse gordo!!) na base, e siga que já estamos a perder tempo!

 

João, Lefty, André… pouca estabilidade… rotura da fundação… Lefty e André aos rebolões pela rampa abaixo… e pelo João acima!!! Conclusão: Fractura do dedo mindinho da mão esquerda da nossa sapata, o valente, o destemido: João Bêbado!

 

E assim fomos até aos Covões (é longe, porra!!), mas se pensam que o ambiente era pesado, cinzento, amargurado… estão bem enganados!!! Nós no CivilBlog nunca perdemos a boa disposição, e quando acompanhados de dois foliões comos os bêbados do carro 26, resulta em animação, alegria, gargalhadasem plenas Urgências.Aindahoje somos relembrados com saudade por todas as enfermeiras que levaram piropos nossos, por motoristas de ambulâncias que nos emprestaram as respectivas para fazer uns piões no meio do parque de estacionamento, por duas senhoras idosas que no final foram apalpadas pela mão boa do João (boa = não partida!) e ainda pelos seguranças a quem nós roubámos os walkie-talkies…

 

Devem estar a pensar, este Lefty é mesmo exagerado… pois bem, passem lá nos Covões ou perguntem aos outro dois rabilons de Civil que estavam por lá, que eles concerteza confirmarão a história…

 

João, desculpa lá ter-te partido o dedo, e em jeito de homenagem, aqui fica a frase do dia proferida pela vítima quando passavam duas enfermeiras (bem boas… profissionais, claro!). Frase do Dia: “Ó senhora enfermeira, veja-me aqui o dedo do meio que está grosso e não dobra!”

 

Engenheiro é assim mesmo, ri-se de infelicidade, mesmo que seja a dele. João, aquele abraço…

 

Lefty.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Queima das Fitas 2006, Dia 6 (Lefty)

por civilblog, em 21.05.06

Noite de Letras... obviamente não podia ser grande coisa... a começar pelo concerto fraquinho dos Da Weasel, em que eu quase juro ter visto 8 ou 9pessoas a bocejar... e nós estávamos bem na frente, junto ao palco. (uma das pessoas que bocejou foi o Pacman…).

 

Enfim, desilusões à parte, do que é que o Lefty se havia de lembrar? Não adivinham? Pois bem, este vosso amigo, lembrou-se, nada mais, nada menos, que espetar uma valente borracheira à sua acompanhante oficial. E meus amigos, acreditem que este foi sem dúvida o ponto alto desta noite no parque.

 

Quem viu nunca há-de esquecer os insultos… palavras trocadas… a falta de equilíbrio… a sede interminável… os enjoos cada vez que passava um cachorro quente… as lágrimas injustificadas… etc. etc. etc.

 

Haverá coisa mais bonita do que emborrachar uma linda mulher? Eu sei que há, mas não me lembrei de mais nada nessa noite…ou será que me lembrei… he he he!

 

Já agora, os meus sinceros agradecimentos ao recém Pastrano Luís que me ajudou a arrastá-la até à porta de casa (dela… porque eu não me aproveito assim das pessoas… ou será que aproveito?). E assim acabou mais uma noite… com o sol a entrar teimosamente pelos buracos (da persiana!!!!!!!!)

 

Lefty…

Autoria e outros dados (tags, etc)

Queima das Fitas 2006, Dia5 (Lefty)

por civilblog, em 21.05.06

Terça-feira… a mítica… do cortejo, das cervejas, do INEM… dos pés com bolhas… dos banhos de cerveja… etc, etc, etc…

 

Este ano, como não poderia deixar de ser, ardeu mais um carro de medicina, desta vez acompanhado por mais 3 carros. É triste ver o trabalho de um ano arder… ainda bem que Civil é um curso pacífico que toda a gente (excepto os arquitectos…) gosta de nós.

 

Este ano vou eleger como melhor carro o número 26, esse sim, um carro a sério, apetrechado com a colecção Primavera/Verão de bonecas insufláveis, e sempre com bebidas frescas (quase que rivalizava com o mítico e inultrapassável carro de Civil, o Pil’Armado… que saudades…).

 

Mas esse sim, um carro digno de um cortejo da Queima, sempre pronto a dar banho de cerveja aos transeuntes e rodeado de gente simpática… (brasileiras bêbadas).

 

Já agora, e só em jeito de aparte, Tiago, és um tesoureiro 5 estrelas, e a garrafa de Favaios… oops, quer dizer… o copo pequenino e mal cheio de Favaios que me deste, estava uma especialidade… e a outra garrafa… o copo (a boca foge-me sempre para a verdade…) de Martini também não estava mau.

 

Quanto ao parque, e já em resumo porque já ninguém vai ler este diário atrasado… foi mais uma valente noite, como só o Quim Barreiros sabe dar.

Só uma nota negativa, era escusado haver tão poucas entradas para os bilhetes gerais… uma hora na bicha… fila para entrar é no mínimo inaceitável. Não fosse o amor à camisola e a dedicação a esta causa, eu teria desistido de entrar. Já agora, a minha maior solidariedade aos dois casais de Ucranianos que estiveram na fila dos gerais à minha frente durante uma hora, para depois chegar ao segurança e este não os deixar entrar porque os bilhetes deles eram pontuais… conclusão, mais uma hora de espera na fila dos pontuais… Para vocês, Dimitri, Sergei, Natalyna e Natasha, a minha profunda admiração!

 

A noite não podia acabar, sem que os dois moderadores do CivilBlog se babassem a ver a rapariga que estava a dançar em cima do balcão dos shot’s (B’52). Elas eram duas, mas apenas uma valia a pena ser observada pelos olhos de dois peritos como nós… aliás, a mais fraca fazia de tudo para dar nas vistas, chegando inclusivamente a pintar-se com um rolo da construção civil… será que alguém acha isso sexy?!! Talvez  a José Castello-Branco… (não me enganei no artigo definido…).

 

Já agora, e em jeito de remate final, engenheiro que se preze, atira a capa à gaja boa para ela se roçar… e aí, o nosso Well_pt não falhou… ainda hoje ele adormece agarrado à capa e a cheirá-la… é de homem, não acham?!

 

Lefty… e até já... na noite de Letras...

Autoria e outros dados (tags, etc)

A grande atracção desta noite, era mesmo o facto de a partir da meia noite, o nosso caro Well_pt fazer aninhos (façam lá o favor de lhe dar os parabéns!!), aliás, queima não é queima se pelo meio não houver pelo menos um representante do CivilBlog a fazer anos!!

 

Sendo assim, e para cumprir a tradição, lá teve o pobre do Well_pt fazer aninhos!

 

Mas como noite de Ciências, esta tinha de ser uma noite explosiva, mesmo que as forças começassem a fraquejar depois de vários dias consecutivos a adormecer com a luz do dia a bater na tromba! Mas isso são pormenores e Queima é Queima, só quem a realmente vive é que percebe este espírito de estar sempre presente, de não a trocar por nenhuma outra, de a viver intensamente, todos os dias até à hora do arrastão. Porque isto é Coimbra, porque quem a vive, não a esquece…

 

Mas enfim, não fugindo ao tema, tudo começou com um jantar oferecido por um dos maiores fãs (e talvez o único) do CivilBlog, aproveito para lhe deixar aqui um elogio do fundo do coração: Daniel… tu… ÉS UM BÊBADO PROFISSIONAL!!!!!!

 

Deixando-nos de lamechices, depois do jantar, e já com a visão em túnel (ou tonel, se preferirem…) lá fomos para o parque, ver um dos melhores concertos desta Queima (tinha de ser na noite de Ciências, obviamente…) o concerto dos Xutos…

 

Mais pack, menos pack… mais apalpão, menos apalpão… lá foi correndo a noite, sempre em festa e sempre com o Well_pt à espera de apagar a vela…

 

Como noite de Ciências, lá fui eu abanar as fitas ( as que ainda sobravam…) em cima do palco…

É engraçado como apesar dos anos, as caras serem quase sempre as mesmas… he he, já não há finalistas como antigamente! É um novo tipo de finalista que vai adiando a licenciatura… (eu incluído…).

 

Mas aproveito para explicar um episódio caricato… Este ano, ao contrário do anterior… o Well_pt não pode acompanhar-me ao palco para a nossa (segunda… hihi) consagração como finalistas… Mas como o CivilBlog só faz sentido com os dois, o Lefty lembra-se de lhe atirar a pasta com as fitas…

Ora bem, alguns packs no lombo…  e tentar acertar com a pasta no Well_pt a7 metros de distância é uma tarefa árdua, mesmo estando sóbrio! Resultado: acertei em cheio na cabeça do cavalheiro que se encontrava à frente dele. Graças à diplomacia do Well_pt, consegui sair do parque (mais uma vez de dia…) mas ainda a andar sobre as minhas próprias perninhas…

 

E o resto é treta, a noite de Ciências (mesmo com o engenheiro de telemóvel à cintura…) rulla!!!!!!!!!!!!

 

 Lefty… Hic!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Queima das Fitas 2006, Dia 3B...(Lefty)

por civilblog, em 20.05.06

Retomando o nosso querido diário da Queima, domingo foi de longe a melhor noite. Não tanto pelos concertos mas sim pela grande animação em todo o restante recinto… à falta de melhores concertos, lá se iam divertindo os foliões (CivilBlog incluído…) pelas barracas… pela cerca junto ao rio… atrás do INEM… etc.

 

“Ah e tal, mas isso também há nos outros dias” devem estar vocês a pensar, e com razão… mas quantas vezes viram na mesma noite uma batalha entre fufas, strip-tease no meio de uma barraca, uma perna partida no meio do concerto, javardices nas casas de banho e fico por aqui…

 

Têm de assumir que realmente… não é todos os dias…

 

E este foi o ultra resumo de um dos melhores dias de todas as queimas a que assisti… e olhem que já lá vão algumas queimas…

 

Lefty.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu sei que já vou atrasado, mas a ressaca e o facto de não ter estado na minha casa devem servir como atenuantes… Sendo assim, retomo o diário da Queima, nem que seja para matar saudades… snif, snif .

 

Este 3º dia começou mais cedo, já que decorriam dois eventos de grande importância (o jogo da manutenção da Briosa e a Garraiada). Como o CivilBlog nunca vira a cara à luta, foi cada um ao seu evento, a mim calhou-me a Garraiada.

 

Como apanhar escaldões na Praia da Claridade não é muito o meu estilo, optei por ir para a Figueira da Foz no comboio das 14h… pelo menos teria lugar sentado…

Como a pontualidade não é o forte dos engenheiros, eu lá tive de ir a correr apanhar o comboio. Não fosse eu ter-me atirado para cima do chefe da estação, a Garraiada ia ficando sem o enviado especial do CivilBlog… Já bastou o Baile de Gala… Há mesmo quem diga que faltou o glamour a este Baile de Gala, muito devido à ausência do CivilBlog… mas como o Well_pt e eu não quisemos escolher apenas uma acompanhante, decidimos não ir em protesto, uma vez que somos completamente contra a monogamia!

 

Voltando ao comboio, e ainda sobre o efeito dos vários packs bebidos na noite anterior, a viagem foi longa… muito longa… não fossem os meus dotes vocais a animar as únicas 3 pessoas acordadas, e com certeza teria ficado por Alfarelos…

 

Chegado à Figueira, lá fomos comer uma sandocha, afinal de contas ainda só eram 15h30 e a experiência de outros anos dizia-me que ainda tinha tempo de sobra até ao início da Garraiada… ou não…

 

Mais 45minutos perdido à procura da Arena, finalmente chegámos, quase a tempo de ver o primeiro touro… e festa era estranha, como sempre, uns incentivavam o touro, outros o toureiro, e outros ainda incentivavam o gajo que estava a vender finos (o CivilBlog optou mesmo por incentivar umas louras que estavam sentadas duas fila mais abaixo).

 

Resumindo, porque isto já parece um artigo do Well_pt… um touro saltou para fora da Arena, os forcados portaram-se bem e deram oportunidade ao touro de se vingar… (especial abraço para os forcados que estudam no Departamento de Engenharia Civil), e a partir daí foi o degredo!!! Já depois das lides dos touros, um dos forcados (possivelmente sob efeito de substâncias estranhas… tipo bosta do touro…) começou a fazer uma dança que ele considerou sensual, mas que todos os presentes na Arena consideraram extremamente RABILAS!! Ele lá ganhou vergonha e foi à vidinha dele, tratar de algum cavalo… (não sei se foi montar, ou ser montado…).

 

E chegou a vez dos estudantes… soltam uma vaca e lá foi a alegria do costume… já se sabe como ficam os estudantes quando vêem uma vaca!! E eu tenho quase a certeza que já tinha visto aquela vaca a atacar na Av. Fernão Magalhães, ou lá no Escape Livre… mas vou perguntar ao Well_pt porque ele está mais familiarizado com as vacas do distrito de Coimbra…e arredores.

 

Ainda me chamaram para entrar na Arena… mas eu não estava suficientemente bêbado, e disse que iria se arranjassem um touro de 65Kg… Assim o confronto seria equilibrado, mas acreditem que ainda assim ele seria mais pesado que eu! Além disso, os ossos partidos estavam agendados apenas para a 5ªfeira dia 11… mas disso falarei no artigo correspondente a esse dia…

 

Acabada a Garraiada, lá foi a corrida do costume para conseguir lugar no comboio… desta vez sentado no chão e a emprestar cartões de estudante ao pessoal que vinha comigo para não terem de pagar o bilhete… é engraçado como eu consigo ser parecido com 30 pessoas ao mesmo tempo… pelo menos é o que dizem os seguranças e os revisores que aceitaram o meu cartão …

 

De volta a Coimbra, um duche rápido, ouvir o fim do relato da Briosa e jantar… porque a noite do Parque não animava enquanto o CivilBlog não estivesse representado… e as bolhas do Well_pt venceram-no nesse dia… mas foi só nesse dia.

Até já, para a noite de Direito…
Lefty... hic!

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • civilblog

    Foi bom....Well_pt

  • civilblog

    Sr. Dr. Estrela, deixe-me que lhe diga que voçe to...

  • Estrela

    O Lefty bem que podia falar do método \&quo...

  • civilblog

    Caro Well_pt, tu estragas-me com mimos. A nossa en...

  • civilblog

    Oh grande mestre Lefty....Tu iluminas o nosso cami...



subscrever feeds